Ambiente de trabalho: equilíbrio entre a vida pessoal e profissional

Ambiente de trabalho: equilíbrio entre a vida pessoal e profissional

O conhecimento é fundamental para promover a transformação da sociedade. Procurar entender os desafios da mulher no mercado de trabalho tornou-se essencial para gerar um questionamento mais amplo sobre as relações profissionais.

Atenta à relação e ao equilíbrio entre a vida pessoal e profissional de milhares de mulheres, a Aberje – Associação Brasileira de Comunicação Empresarial realizou a segunda edição do estudo “A Mulher na Comunicação – sua força, seus desafios”, abordando o perfil pessoal, profissional e as questões e desafios relacionados ao gênero nas organizações.

O estudo contou com a participação de 554 mulheres, profissionais que trabalham na área de Comunicação em diversas organizações distribuídas pelo país. De acordo com a pesquisa, os principais problemas enfrentados pelas mulheres nas organizações em trabalham atualmente são: a falta de treinamento para as mulheres (38%), o baixo nível de promoção das mulheres (37%), a falta de sororidade entre as mulheres (36%), a desigualdade de tratamento entre os gêneros (28%), os menores salários pagos às mulheres (24%) e o assédio por parte dos colegas de trabalho (17%).

Cerca de 43% das entrevistadas pertencem à geração Y/millenials (idade entre 26 e 41 anos). Já a geração X, com idade entre 42 e 57 anos, corresponde a 33% das participantes. Quanto à identidade de gênero, a maioria absoluta (98%) se declarou como cisgênero, ou seja, identificadas com seu gênero de nascimento.

Apenas 3% ainda estão cursando graduação, as demais participantes têm ensino superior completo. Entre os cursos mais relevantes estão: Jornalismo (52%), Relações Públicas (19%) e Publicidade e Propaganda (14%). Cerca de 64% delas fez ou está fazendo especialização/MBA, 10% mestrado e 4% doutorado. Comunicação (40%) e Marketing (26%) são as áreas preferidas para a Pós-Graduação.

A maioria das participantes (67%) trabalha em organizações privadas, sendo, 41% em nacionais e 26% em multinacionais. As empresas em que trabalham abrangem quase todos os setores da economia, com destaque para agências de comunicação (18%) e o setor de serviços (11%). A maioria dessas empresas (51%) são de grande porte e tem mais de 1.000 funcionários (50%). 52% exercem cargos de liderança em suas organizações, sendo 11% em nível de diretoria / vice presidência, 18% em nível de gerência e 23% em nível de coordenação / supervisão.

O link para acesso aos dados da pesquisa está disponível em https://bit.ly/3wTtFSh

Venha conversar com a gente!

Preencha o formulário abaixo e conheça mais nosso trabalho.