Fake News e a importância da imprensa

Fake News e a importância da imprensa

As famosas Fake News ganharam popularidade no último ano, com a expansão desenfreada da internet e, principalmente, das mídias sociais. Entre os anos de 2013 e 2016 o número de pessoas que utiliza o Facebook, o Twitter e outras redes sociais como fonte de notícias aumentou de 47% para 73%, de acordo com pesquisa desenvolvida pelo Instituto Reuters.

 

Esse crescimento significativo se deve, principalmente, às inúmeras facilidades que os recursos digitais nos oferecem diariamente, porém implicam também em uma série de consequências, sobretudo quando tais notícias são repassadas ou compartilhadas sem que a veracidade seja checada previamente.

 

As Fake News – termo eleito pela Universidade de Oxford como palavra do ano em 2016 – podem ser desde uma verdade parcial, uma desinformação ou uma mentira, e em questão de poucos minutos são capazes de atingir uma multidão de pessoas e acarretar prejuízos morais e financeiros, especialmente no ambiente corporativo. Para a imprensa, responsável por construir e manter a imagem e o nome de uma marca, está aí o desafio: estar preparado para driblar, ou na pior das hipóteses, lidar com um episódio de propagação de uma notícia falsa. É aqui que se mostra essencial o papel da Agência de Comunicação Corporativa, com o trabalho de Assessoria de Imprensa.

 

O monitoramento de notícias envolvendo seus clientes é uma atividade que já faz parte da rotina de um assessor e, graças às tantas tecnologias disponíveis, é possível fazê-lo em tempo real e de forma cada vez mais criteriosa. As notícias se espalham em questão de segundos, e cabe à agência de comunicação agir de forma ainda mais rápida que a natureza viral do compartilhamento de informações nos meios sociais.

 

Outro fator imprescindível na administração de um possível caso de Fake News é a preparação por parte do assessor para gerar uma resposta rápida, capaz de coibir a disseminação de uma inverdade que possa afetar a reputação de seu cliente. Nesse caso, as assessorias devem contar com dois importantes pontos a seu favor:

 

  • O alinhamento de informações entre o cliente e a agência, proporcionando agilidade nas tomadas de decisão e elaboração de materiais;
  • O estreito relacionamento com os veículos de imprensa, que também garantem rapidez nas tratativas e possibilidades mais certeiras de resposta.

O fator chave nesses casos, além da conscientização por parte do público em geral, para que seja mais cauteloso em relação aos canais em que busca informações, é a postura transparente das empresas, principalmente com os jornalistas, bem como a velocidade nas tomadas de decisões nos casos de propagação de qualquer informação que possa prejudicar sua imagem.

 

Somos especialistas em Comunicação Corporativa e podemos lhe ajudar na construção desse relacionamento com os formadores de opinião. Quer saber como podemos trabalhar juntos? Preencha o formulário abaixo que nós mostramos!


adsbrasil