A sua empresa está preparada para o Clubhouse?

By ADS Comunicação Corporativa

Sabe aquela festa fechada apenas para grandes empresários, personalidades e celebridades em que todo mundo quer estar presente, mas não é para todos? Este é o conceito do Clubhouse, a nova rede social restrita apenas para convidados que tenham iPhone, pois seu app só pode ser baixado pelo sistema iOS, da Apple.

Já considerada um sucesso mundial, saltando de 600 mil para 6 milhões de usuários de dezembro a fevereiro, a plataforma exclusivamente de voz possibilita grupos de conversas por áudio. Neles, estão em pauta os assuntos mais variados e de interesse geral como moda, cotidiano, tecnologia e destinos de viagens, até debates de alto nível focados em negócios, estratégias de marketing corporativo e gestão empresarial. Por isso, muitas empresas já veem essa grande conexão de pessoas criada pela comunidade como uma oportunidade para estratégias assertivas de comunicação.

O executivo Elon Musk, CEO da Tesla Motors, Mark Zuckerberg, fundador do Facebook, e diversos outros empresários inspiradores estão presentes nesta rede de forma ativa, participando de conversas e expondo seus pontos de vista, motivo pelo qual teve a capacidade de atrair um público qualificado e voltado a negócios.

Criada no Vale do Silício, na Califórnia (EUA), em março do ano passado, por Paul Davison (ex-Pinterest) e Rohan Seth, ex-engenheiro do Google, a notoriedade da rede tem avançado de forma expressiva. Já avaliada em torno de US$ 1 bilhão, cerca de R$ 5,5 bilhões, o objetivo inicial dos sócios era reunir pessoas para conversar sobre temas diversificados. E eles certamente estão conseguindo.

O aplicativo, inclusive, já atrai olhares de empresários como uma oportunidade para a promoção de debates (como webinars apenas de áudio) e, até mesmo, de produtos e marcas. Mas será que a sua empresa está preparada para atuar neste recém-lançado canal de forma a entreter e engajar os participantes e, principalmente, o seu público-alvo? E ainda, será que essa iniciativa seria mesmo mesmo vantajosa?

Alguns empresários acreditam que sim, pois já conseguem conversar com empreendedores em bate-papos informais, de dentro da comunidade. Mas, para incluí-la em uma estratégia de comunicação empresarial, por ser tão incipiente, a melhor maneira seria com o apoio de uma agência de comunicação corporativa, já que os debates na rede incluem uma organização.

Mais do que uma rede social de conversas em áudio

Engana-se quem pensa que o Clubhouse é apenas uma rede social para a criação e participação em salas de conversas de áudio. Ao entrar nesta comunidade, após ser convidado, o usuário inicialmente realiza um cadastro com dados pessoais e foto, assim como em outras redes sociais, e seleciona tópicos de interesse. A partir daí, um universo de possibilidades é aberto, com sugestões de grupos para participar e pessoas para seguir, de acordo com seus gostos e interesses.

Quem está nesta seletiva rede pode se entreter ouvindo autoridades, empresários e personalidades apresentando programas, como em uma reinvenção do rádio ou em um podcast ao vivo. Também é possível escutar debates agendados de empresários milionários, cientistas, músicos e estrelas de Hollywood.

Algumas das salas criadas nestes moldes têm rapidamente um número elevado de adesões. Cada sala pode ter até 5 mil usuários, por isso os mais notórios, como o CEO da Tesla, costumam ter suas salas lotadas em instantes. E só quem está presente pode ouvir o que é dito em cada sala. É proibido gravar e compartilhar os áudios.

Em alguns dos grupos, para participar ativamente de uma conversa, expondo sua opinião, é preciso “levantar a mão”, por meio de um ícone e aguardar a autorização do criador da sala, assim como em grandes eventos.

Qual o potencial desta rede para seu produto/serviço?

Como tudo na vida, para que a ação de marketing digital da sua empresa dentro do Clubhouse seja bem-sucedida, é necessário traçar uma estratégia adequada. 

Até o momento, a plataforma não permite a criação de perfis corporativos. Portanto, o presidente ou o porta-voz principal de sua companhia deverá ser, literalmente, a voz da sua marca. Sendo esse gestor o representante de sua corporação, é importante que ele passe por um treinamento para que a comunicação e o networking promovidos por ele na rede estejam alinhados aos princípios, objetivos e causas apoiadas pela empresa.

Além disso, ele poderá fomentar e participar de discussões que sejam de interesse da empresa, gerando leads. Os temas de webinars, “podcasts”, palestras ou salas de bate-papo criados podem ser analisados e pensados com o suporte da agência, que também terá o papel de fazer convites e pensar nos canais e meios para a disseminação e atração de participantes, como disparos de e-mail marketing convidando para os bate-papos, por exemplo.

Este executivo, além de promover networking na plataforma, tem uma imensidão de possibilidades, podendo se antenar com as tendências de mercado, inovações e novas tecnologias relacionadas à sua área de atuação, fazer benchmarking, ter contato direto com consumidores e potenciais clientes, auxiliar na construção da imagem e reputação da marca, aprender outros conceitos, e muito mais.

Até quando essa festa vai durar?

Já há quem diga que a trajetória do Clubhouse será semelhante à de outras plataformas como Facebook, Twitter, Instagram e TikTok, que também geraram dúvidas em seu começo sobre a possibilidade de crescimento orgânico contínuo, a perenidade dos serviços e o engajamento dos usuários. Todas mantiveram uma trajetória de sucesso.

Mas, para entrar nesta festa por ora, é preciso convite de um usuário já cadastrado, ter iPhone, e cada usuário pode convidar apenas dois participantes, o que faz da rede social um ambiente pouco inclusivo. Mundialmente, menos de um quinto das pessoas possuem um smartphone Apple. Talvez seja este um dos aspectos de qualificação dos usuários.

O fato é que o Clubhouse já atraiu empreendedores, investidores e celebridades no mundo inteiro e onde estão estas estrelas, sejam elas do universo corporativo ou não, todos querem estar.

Lembrando que, nesta rede que ainda não têm métricas de performance definidas, qualidade na comunicação e a geração de uma experiência de conteúdo cativante é uma das premissas para uma atuação de sucesso.

Quer saber mais sobre como promover a sua empresa no Clubhouse, por meio de estratégias de comunicação?

Venha conversar com a gente!

Preencha o formulário abaixo e conheça mais nosso trabalho.







    Tags: .