Você está cuidando da comunicação interna da sua empresa?

voce-esta-cuidando-da-comunicacao-interna-da-sua-empresa

Você está cuidando da comunicação interna da sua empresa?

A Comunicação Interna feita de forma ágil, transparente e eficaz tem sido um dos grandes desafios das empresas. Os sinais de que o processo não vai bem são claros: os colaboradores das corporações pouco conversam, a interação não flui no sentido de oxigenar as práticas internas e há diretrizes importantes desconhecidas por boa parte deles.

E por que isso é preocupante? Porque não se trata apenas de um clima organizacional ruim, que afete o ambiente em termos de maior ou menor animação para realizar as tarefas rotineiras.

O modo com que os colaboradores se relacionam e se comunicam torna o ambiente favorável ou não para as mudanças necessárias que, em última instância, fazem toda a diferença nos negócios. Nesse sentido, um bom entrosamento entre as equipes é fundamental para o sucesso da estratégia.

É importante que as habilidades de cada membro sejam reconhecidas e valorizadas, compensando eventuais limitações dos colegas, a fim de que a soma dos esforços e competências gere resultados finais compensadores.

Do ponto de vista formal, também é necessário estar constantemente avaliando e reavaliando a eficácia dos canais de comunicação existentes. Como no caso das plataformas impressas e digitais.

Os canais impressos de comunicação interna sobrevivem?

Sobrevivem. É claro que a digitalização se tornou um processo irreversível, nos mais diferentes âmbitos, especialmente no que diz respeito a meios de comunicação. Mas essa tendência não significa que os veículos impressos tenham perdido totalmente sua utilidade, para todas as empresas.

Em vez de optar pela radicalidade, para qualquer um dos pólos, concluindo que os impressos servem a todas as organizações ou que não cabem mais em nenhuma, a postura mais sensata é analisar o comportamento do público em questão.

Ou seja, é preciso levar em conta como os colaboradores buscam e são impactados por notícias no seu dia a dia. Para uma realidade urbana, em que os departamentos trabalham conectados à Internet, com acesso irrestrito às redes sociais, parece pouco provável que um jornal ou boletim impresso seja mais efetivo do que uma newsletter eletrônica.

Porém, quando se trata de colaboradores em unidades remotas, distantes da sede da empresa, em ambientes com configurações bem diferentes de escritórios, como plantas industriais, armazéns e barracões, sobretudo em áreas rurais – com captação limitada de telefonia e Internet -, o cenário pode ser bem distinto.

De qualquer modo, a lição que fica é a de que o melhor canal não deve ser definido pelas crenças e preferências da equipe de comunicação interna ou de recursos humanos, e sim pelo comportamento do público com o qual se deseja comunicar.

Comunicação Interna: quando nem tudo vai bem

Não é somente para integrar colaboradores e informar boas notícias de interesse geral que a comunicação interna da organização precisa receber atenção e operar adequadamente.

Uma articulação bem estruturada entre os diferentes setores é fundamental para preparar a empresa para enfrentar um contexto de gerenciamento de crise, pois se trata de uma situação que exige reação rápida, demandando um conjunto de procedimentos mobilizadores de diversas áreas internas.

A maioria das crises chega literalmente sem avisar, de modo que uma postura preventiva não pode ser negligenciada, fazendo total diferença no grau de preparação para o combate ao problema.

Todos os colaboradores devem estar cientes das normas de conduta para casos considerados críticos, tendo conhecimento da existência do Comitê de Gerenciamento de Crise, quando ele estiver constituído, bem como de quem são seus componentes e de como acessá-los.

Em outras palavras, a comunicação com o público interno não pode deixar lacunas quando o objetivo for informar e esclarecer sobre sua política institucional de gerenciamento de crise.

O endomarketing como aliado da comunicação interna

Quem está planejando uma campanha de comunicação organizacional, seja pela primeira vez ou de maneira a reformular iniciativas, visando trazer novidades para o público interno, deve considerar com carinho a adoção de práticas de endomarketing.

Por meio de estratégias de comunicação , o endomarketing busca fazer com que os colaboradores se sintam engajados e motivados com o seu trabalho. O engajamento é importante pois move os colaboradores em favor do propósito e das causas da empresa, que saem do plano teórico, ganham concretude e podem produzir bons resultados.

Veja que, como se trata de pensar em ações e ferramentas típicas do universo da comunicação, a proximidade do endomarketing com a comunicação interna se dá naturalmente. Podemos dizer, simplificando a comparação, que o público-alvo dessas duas atividades é o mesmo, porém os objetivos e práticas de cada uma delas são diferentes.

É possível criar projetos para alavancar a comunicação interna da sua empresa por meio de ações de endomarketing em diferentes frentes de atuação, como campanhas de engajamento, publicações, pontos de comunicação (como murais), eventos, concursos e projetos, entre outras.

Gostaria de ouvir as nossas ideias para estimular a sua comunicação interna? Entre em contato conosco e vamos marcar um café!

Fale agora com a nossa equipe:


adsbrasil